Resenhas

29 de março de 2017

Resenha #151 - O Ùltimo Adeus - Cynthia Hand

......
                                        "Desculpa mãe, mas eu estava muito vazio"




Livro: O Último Adeus
Autora: Cynthia Hand
Páginas: 352
Editora: DarkSide
Sinopse: O Último Adeus é narrado em primeira pessoa por Lex, uma garota de 18 anos que começa a escrever um diário a pedido do seu terapeuta, como forma de conseguir expressar seus sentimentos retraídos. Há apenas sete semanas, Tyler, seu irmão mais novo, cometeu suicídio, e ela não consegue mais se lembrar de como é se sentir feliz. 

O divórcio dos seus pais, as provas para entrar na universidade, os gastos com seu carro velho. Ter que lidar com a rotina mergulhada numa apatia profunda é um desafio diário que ela não tem como evitar. E no meio desse vazio, Lex e sua mãe começam a sentir a presença do irmão. Fantasma, loucura ou apenas a saudade falando alto? Eis uma das grandes questões desse livro apaixonante.  




   Tyler se foi, e á única explicação que ele deixou foi um post-it colado no espelho de seu quarto com os dizeres "Desculpa mãe, mas eu estava muito vazio". Lex agora precisa de terapia, e sua mãe bebe para tentar esquecer o filho que se foi. Não é fácil perder alguém que você ama, principalmente quando você sabe que poderia ter evitado que ela se fosse.
  Ty já havia tentado o suicídio antes, mas não teve sucesso. ele tomava anti-depressivos, fazia terapia, tinha seus dias tristes como qualquer um. Todos ao seu redor achavam que ele estava bem, mas nós não sabemos quais sentimentos estão escondidos por trás do sorriso das pessoas. E os que estavam por trás do de Tyler o levaram a fazer o que fez.
  Lex agora precisa lidar com a perda do irmão, o divorcio dos pais, o fim do namoro, a faculdade. Isso é muita pressão para ela, então a terapia e uma das maneiras que ela encontra para tentar lidar com tudo isso

.
  O que você faria, se um parente ou alguém muito próximo a você cometesse suicídio? Como você acha que lidaria com isso? Como você acha que as pessoas ao seu redor lidariam com isso?
  A depressão e o suicídio é uma coisa que está muito presente na nossa sociedade, mas a gente sempre evita falar sobre isso. Tratar de assuntos tão delicados é bem difícil, mas a Cynthia Hand não demonstra nenhuma dificuldade em falar sobre o assunto, ela não tenta mascarar o peso que a depressão e o suicídio tem, ela joga as cartas na mesa e fala tudo sem esconder nada.
  Esse livro e narrado em primeira pessoa pela Lex, e os capítulos se intercalam entre a vida  dela no presente, o que ela está fazendo depois da morte do irmão, como ela está lidando com isso, como a família e os amigos, tanto os dela como os do Tyler, estão lidando com isso. E os outros capítulos são paginas do diário da Lex, ela escreve por recomendação do seu terapeuta tudo que ela está sentido nesse momento da vida dela. Esses capítulos são bem legais, pois vemos um pouco do passado da Lex e do Tyler, e a gente consegue ver que o Tyler já vinha dando sinais de seus estado a muito tempo.


  Se você for ler O Último Adeus na esperança de encontrar uma historia fofinha, água com açúcar onde tudo acaba bem no final, desista. Esse livro é tudo, menos bonitinho(em questão de estética ele e bonito sim, mas vocês me entenderam). A escrita da autora é uma maravilha, você realmente viaja lendo o livro. Ela consegue acertar o tom da historia, que e uma coisa bem difícil de se fazer em livros como esse.
  Durante o livro, varias músicas são mencionadas. E são músicas que estão ligadas ao livro de alguma maneira, e se você parar para prestar atenção nas letras, você vai ver que elas descrevem a historia de alguma maneira. A Raquel Moritz do blog Pipoca Musical fez um post maravilhoso falando só sobre a playlist do livro, e eu aconselho vocês darem uma olhada. Pipoca Musical.
   O Último Adeus é um livro maravilhoso, mas que vai fazer você secar de tanto chorar, principalmente quando chega o final, ai você chora pra caramba.




Postado por Victor Soares

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Regras:

. "Seguindo, segue de volta?" , aceito, mas ao menos comente sobre o que foi postado.
. Não aceitamos mais Tags nem selinhos.
. Aceito afiliação, basta falar.
. É claro que se você me seguir, eu vou lhe seguir ;)